Cultura

Censurada durante ditadura, Tereza Trautman comemora 17 anos do canal CINEBRASILTV

Crédito: Divulgação

Aos 17 anos, a paulistana Tereza Trautman trocou a medicina por um curso de interpretação e direção, se aproximou de cineastas como Luiz Sérgio Person, João Silvério Trevisan e Carlos Reichenbach e aos 22 anos lançava seu primeiro longa, Os homens que eu tive, em 1973.

Escrito, editado e dirigido pela jovem cineasta, após seis semanas em cartaz e com sucesso de público e crítica, o filme foi censurado pela ditadura militar e liberado somente em 1980 com o título Os Homens e Eu. No filme, Tereza falava da liberdade e da individualidade da mulher, além de abordar a independência sexual feminina.

A cineasta à frente do seu tempo não parou mais e criou o CINEBRASILTV em 2004, canal por assinatura de produção independente do audiovisual brasileiro, com programação original e exclusiva e que neste mês de julho comemora 17 anos de existência. Para conhecer mais Tereza Trautman, a série As Protagonistas, de Tata Amaral, está na programação do canal e conta a história do audiovisual brasileiro a partir da produção das cineastas mulheres.

Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio