Farol ISTOÉ

Censura de Crivella é tacanha

Censura de Crivella é tacanha

Fiscais da Prefeitura do Rio de Janeiro foram à Bienal do Livro local e tentaram recolher HQs da Marvel que traziam beijos de dois personagens gays. A medida desencadeada pelo prefeito Marcelo Crivella foi inócua, já que os exemplares tinham se esgotado na quarta. Mas acabou motivando a plateia a vaiar os fiscais, além dos discursos inflamados de editores.
O mercado editorial está em crise, e o espetáculo deprimente do prefeito do Rio pode ter uma efeito contrário, de chamar atenção para o evento e atrair mais visitantes. Seria o efeito benéfico de uma ação regressiva e desesperada. A gestão do prefeito é altamente criticada e sua reeleição, no próximo ano, está longe de garantida. Daí ações estapafúrdias para cristalizar o eleitorado conservador.