ISTOÉ Gente

Celso Portiolli discute com internautas: “A Venezuela fica logo ali”

Crédito: Reprodução/Instagram

As vinhetas de tom nacionalista lançadas pelo SBT nesta semana continuam repercutindo. Nesta quinta-feira (8), o apresentador Celso Portiolli discutiu com internautas e defendeu o uso das propagandas em sua conta pessoal no Twitter. As informações são site Notícias da TV.

Entre as vinhetas exibidas durante a programação do SBT, a que continua a mensagem “Brasil, ame-o ou deixe-o”, foi a que espantou os espectadores por remeter ao período da ditadura militar no país. Portiolli defendeu o comercial e usou emojis para ironizar o fato de deputados do PT terem acusado a emissora de “disseminar o ódio” com as vinhetas.

Portiolli ainda declarou que “para quem não ama o Brasil, a Venezuela fica logo ali”. Enquanto alguns seguidores o apoiavam, outros criticavam suas mensagens. Um deles, por exemplo, disse que era uma “triste colocação de alguém que admirava”, mas o apresentador disse que o fã realmente nunca gostou dele.

A campanha ganhou nesta quinta, uma nova versão, com a frase “Brasil acima de tudo”, um dos slogans usados por Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha presidencial.