Esportes

Catar confia no sucesso do PSG para melhorar sua imagem internacional

O Catar tem investido maciçamente no Paris Saint-Germain desde 2011 e sua aposta tem sido fundamental para o clube francês alcançar sua primeira final da Liga dos Campeões este ano, enfrentando o Bayern de Munique neste domingo.

Doha está confiante de que o título irá para o campeão francês para assim continuar melhorando sua imagem internacional.

“Desde que estamos aqui, o nosso sonho é ganhar a Champions League e agora estamos perto”, admitiu o presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi, após ter vencido o RB Leipzig a semifinal por 3 a 0 na terça-feira.

Se a equipe de Paris conseguir erguer o ‘Orelhuda’ no domingo em Lisboa, será o apogeu de um projeto construído com base em grandes investimentos do emirado.

A progressão do PSG de uma equipe de segunda linha para a luta pelo mais alto patamar foi apoiada por 1,3 bilhões de euros gastos em contratações, simbolizadas especialmente pela dupla Neymar-Kylian Mbappé, que chegou em 2017 por mais de 400 milhões de euros para mudar a história do clube e, além disso, ajudar o Catar em sua estratégia internacional de melhorar em termos de imagem, apesar das recorrentes críticas que o pequeno país recebe em relação a violação de direitos humanos.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

– Estratégia de marca –

Para o fundo soberano Qatar Sports Investments (QSI), dono do PSG, o objetivo de ser “internacionalmente reconhecido como uma marca global líder no mundo do esporte, lazer e entretenimento” está perto de ser cumprido, com a condição acima de tudo de que a equipe francesa triunfe neste domingo.

Antes da Copa do Mundo de 2022, que o Catar sediará, um título europeu do PSG reforçaria o compromisso do país com o futebol.

“Tudo é uma história de estratégia de marca. Estar ligada a torneios de prestígio de um lado, a clubes sedutores e vitoriosos de outro”, resume à AFP Nicholas McGeehan, diretor da Fair Square Projects, organização que pesquisa sobre os direitos dos trabalhadores migrantes no Catar, uma questão que atraiu críticas internacionais contra Doha.

“No final das contas, trata-se de política, poder e influência, não de futebol”, resume.

Por enquanto, no Qatar a Premier League inglesa é acompanhada com mais fervor do que o PSG, apesar do crescente interesse pelo que está acontecendo na França.

– ‘Enorme benefício político’ –

Esta semana, a inscrição “Somos Paris – Lisboa 2020” cobriu metade da vitrine da loja do PSG da capital catari.

“O interesse pelo PSG aumentou quando o Catar o comprou. Se ganhar a Champions League, com certeza será celebrado duas vezes, em Paris e aqui”, explica o gerente da loja, Abdul.

Enfrentar o Bayern na final permite aos cataris ter uma dupla exposição na mídia ao mesmo tempo, já que a Qatar Airways é destaque como patrocinador da camisa do campeão alemão.

Para McGeehan, uma vitória do PSG beneficiaria o Catar e o emir Tamim Bin Hamad Al Thani, em um contexto de crescentes tensões com países vizinhos, incluindo Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, que cortaram relações diplomáticas, econômicas e turísticas com Doha.

“Para o prestígio do emir, isso representaria um enorme benefício político. O seu capital político aumentará enormemente entre os cataris” se o PSG conquistar a Champions League, explica.

as-gw/dj/bk/jed/fbr/dif/dr/aam

Twitter

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica