Geral

Caso Henry: Monique admite que não foi ela que encontrou filho morto, diz site

Caso Henry: Monique admite que não foi ela que encontrou filho morto, diz site

A mãe de Henry Borel, a professora Monique Medeiros, teria relatado nos últimos dias a interlocutores que não foi ela quem encontrou o menino caído no chão no último dia 8 de março, quando a criança morreu. Ela teria afirmado ainda que foi obrigada pelo namorado, o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido), a inventar uma versão que “seria melhor até para ela”. As informações são da colunista do Uol, Juliana Dal Piva.

Em seu primeiro depoimento à polícia, Monique havia dito que dormiu assistindo TV com o vereador no quarto de hóspedes e de madrugada acordou e encontrou Henry caído no chão. Segundo a colunista do Uol, a defesa de Monique disse que não podia dar detalhes sobre o episódio porque aguarda resposta para o pedido de um novo depoimento. A polícia ainda não informou se fará um novo interrogatório.

A professora e o namorado foram presos no último dia 8 após terem a prisão temporária de 30 dias decretada. De acordo com a polícia, os dois teriam tentado atrapalhar as investigações da morte da criança. Os investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca) afirmam ainda que o garoto foi assassinado.

Morte de Henry

Henry deu entrada na emergência do Hospital Barra D’Or, no dia 8 de março, levado por Monique e Jairinho. De acordo com as médicas que o atenderam, o menino já chegou morto à unidade.

O laudo da necropsia apontou que Henry foi vítima de uma hemorragia interna e laceração hepática, além de lesões como equimoses, hematomas, edemas e contusões pelo corpo.

Conforme as investigações, o vereador teria praticado pelo menos uma sessão de tortura contra Henry semanas antes da morte da criança. Ainda conforme os investigadores, a mãe de Henry sabia das agressões.

Em uma troca de mensagens entre Monique e a babá  Thayna de Oliveira Ferreira, a funcionária narra em tempo real as agressões de Dr. Jairinho contra Henry no dia 12 de fevereiro. Na conversa, a babá relata que Jairinho e Henry ficaram trancados por alguns minutos no quarto do casal com o volume da televisão alto.

Ao sair do cômodo, o menino teria mostrado hematomas e ainda teria afirmado ter levado “uma banda” (rasteira) e chutes do padrasto. A criança ainda reclamou de dores no joelho e na cabeça.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio