Geral

Caso Henry Borel: Jairinho e Monique devem depor em audiência nesta quarta

Caso Henry Borel: Jairinho e Monique devem depor em audiência nesta quarta

Nesta quarta-feira (9), será realizada a quarta audiência de instrução e julgamento do Caso Henry Borel, que é conduzido pela 2ª Vara Criminal da Capital, no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que deve ouvir os réus Jairo Souza Santos Júnior, o dr. Jairinho, e Monique Medeiros da Costa e Silva. As informações são do g1.

Jairinho e Monique são acusados da morte do menino Henry Borel, de 4 anos, no dia 8 de março de 2021, e foram presos cerca de um mês após o crime. Os dois devem ser interrogados por suas defesas e também pelo promotor do caso, Fábio Vieira do Santos.

Às vésperas da audiência, a defesa de Jairinho fez um pedido de adiamento que foi indeferido pela juíza do caso, Elizabeth Machado Louro.

“Trata-se de pedido de adiamento formulado pela defesa de Jairo, às vésperas da data designada para interrogatório dos acusados, ao argumento de que restam diligências ainda não concluídas, bem como pelo fato de terem sido os patronos recentemente constituídos. Inicialmente, verifico que a audiência está designada desde o dia 15/12/2021, portanto, há quase 2 meses, certo que a nova defesa recebe a causa no estado em que se encontra, até porque foi constituída com pelo menos 14 dias de antecedência do ato, prazo que se me afigura suficiente para que possa orientar seu defendente para o momento do interrogatório”, disse a juíza em sua decisão.

Ao g1, o pai do menino Henry, Leniel Borel, disse que acredita que Jairinho e Monique vão se manter em silêncio durante o interrogatório do promotor do caso.

“Acho que só vão responder as perguntas dos seus advogados e ficar quietos diante da acusação. Vão querer criar uma narrativa ensaiada”, disse Leniel.