Geral

GO: Caseiro suspeito de matar a mulher grávida se entrega após seis dias de fuga

Crédito:  Reprodução/TV Anhanguera

O caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, se entregou à polícia neste sábado (4), em Gameleira de Goiás (GO). Ele é suspeito de matar a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro, no último dia 28, em Corumbá de Goiás (GO), e estava foragido.

De acordo com a TV Globo, Wanderson passou na casa de uma mulher e teria anunciado um assalto e a ameaçado de morte. A mulher teria conversado com o caseiro e o convencido a se entregar. Na sequência, a mulher chamou o marido e levou Wanderson de carro até a delegacia.


Conforme a Polícia Civil, Wanderson é suspeito de matar Ranieri Aranha Figueiró, de 19 anos, que estava grávida, a enteada, Geysa Aranha, de 2 anos e nove meses, e o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, de 73 anos.

Sugundo a Polícia Militar, Ranieri e Geysa foram mortas a facadas. Já Roberto Clemente foi morto com um tiro na cabeça. O homem também teria tentado estuprar a mulher de Roberto, que foi baleada no ombro, fingiu-se de morta e depois pediu ajuda para vizinhos.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), Wanderson responde a um processo por tentativa de homicídio. Em 2019, ele tentou matar a facadas uma parente. Ainda não há sentença para esta acusação. Ele chegou a ser detido na Unidade Prisional de Goianápolis e, em depoimento, admitiu o crime.