Geral

Casal suspeito de cobrar até R$ 100 mil por falsas vagas em cursos aplicou 12 golpes

Crédito: Reprodução/ TV Globo

O casal Alaor da Cunha Filho e Mayara Soares Pimassoni foi preso no último dia 26 pela Polícia Civil de Goiás, suspeito de cobrar até R$ 150 mil por falsas vagas em cursos de medicina. De acordo com as autoridades, na última semana, mais 11 vítimas procuraram a polícia. As informações são do G1.

Até o momento, 12 pessoas denunciaram o golpe e a polícia acredita que mais vítimas ainda podem aparecer. Conforme as investigações, a fraude consistia no oferecimento de facilidades para transferência de matrícula de faculdade de medicina cursada no exterior para instituições no Brasil, públicas ou privadas.

O casal informava que se tratavam de vagas remanescentes e exibiam contratos falsos de prestação de serviços educacionais de graduação em medicina celebrados entre autarquias federais de ensino superior e estudantes.

No entanto, esta facilidade custava entre R$ 30 mil a 150 mil, a depender da classe social da vítima. Com os pagamentos feitos, na conta indicada, os dois cessavam os contatos e ameaçavam as vítimas caso houvesse denúncias às autoridades.

Casal vivia vida de luxo

O casal foi preso no final do mês passado em um condomínio de luxo em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Segundo a polícia, os dois levavam uma vida de luxo bancada pelos golpes. No imóvel deles, os agentes apreenderam dois carros avaliados em R$ 700 mil, relógios de luxo, dinheiro em espécie, computadores e telefones.

Além da prisão, a Justiça também decretou o bloqueio de R$ 1 milhão em bens do casal. Procurados pelo G1, os advogados de defesa de Mayara Soares Pimassoni disseram que ela nega que tinha conhecimento de tais fatos, e “que maiores esclarecimentos já foram prestados em seu depoimento em sede policial”. Explicaram ainda que o processo tramita em segredo de Justiça e não teve acesso ao mesmo, motivo pelo qual não pode dar mais detalhes.

Em nota ao G1, o advogado Reynaldo Peixoto, que representa Alaor Filho, disse que não teve acesso à íntegra do processo, mas que tem cooperado com a investigação.

Veja também
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Viih Tube é elogiada por look transparente com fio-dental após ataque de haters
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio