Notícia

Casal é preso após enterrar menino de três anos em quintal no Amazonas

Crédito: Reprodução

Casal suspeito de infanticídio no Amazonas (Crédito: Reprodução)

Suspeitos de homicídio e ocultação de cadáver de um menino de três anos, o pai, Robert Nascimento Oliveira, 21, e a madrasta, Maria José Bezerra dos Santos, 24, foram presos no último domingo (19). Os dois foram detidos na cidade de Nova Olinda do Norte, no Amazonas, mas tiveram que ser transferidos.

Segundo informações cedidas pelo delegado Claudenor Medeiros, titular da 47ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), na cidade de Nova Olinda, o casal confessou o crime. Primeiro eles relataram ter agredido a criança e depois enterraram o corpo do menino no quintal.

Após visitar a residência do menino no último sábado (18), agentes de saúde do município estranharam o comportamento do casal. Eles não sabiam explicar onde estava a criança e deram diferentes versões sobre seu paradeiro. Com isso, a polícia foi acionada.

Os policiais iniciaram a busca pelo menino e encontraram o corpo no quintal da casa. A residência está localizada na estrada do Curupira, na Zona Rural de Nova Olinda. A dupla de suspeitos foi presa e teve que ser  transferida da cidade por motivos de segurança.

 

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar