Geral

Carro oficial retirou morto da casa de enteado de Arthur Virgílio

Crédito: Reprodução/Facebook

Alejandro Valeiko (à esq.) é suspeito de participar do assassinato de Flávio Rodrigues dos Santos (à dir.) (Crédito: Reprodução/Facebook)

Um carro oficial da prefeitura de Manaus, capital do Amazonas, foi usado para retirar o corpo do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, que foi assassinado no final do mês passado, da casa de Alejandro Valeiko.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Valeiko é enteado de prefeito Arthur Virgílio (PSDB) e é um dos suspeitos de envolvimento no crime. As informações foram divulgadas pelo programa Fantástico, da TV Globo, nesse domingo (13).

Segundo a Polícia Civil, as imagens feitas pelo sistema de vigilância do condomínio confirmam que o policial Elizeu da Paz de Souza, segurança e assessor pessoal de Virgílio, e seu amigo Mayc Vinícius Teixeira, retiraram o corpo da vítima em carro da prefeitura. O UOL informa também que a prefeitura abrirá uma sindicância para apurar o uso do veículo no crime.

O corpo do engenheiro assassinado foi achado no último dia 30 de setembro, em um terreno no bairro Tarumã, na zona oeste de Manaus. Posteriormente, a Justiça do Amazonas decidiu que Alejandro Valeiko cumpra prisão domiciliar.

Veja também

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea