ISTOÉ Gente

Cantor Maluma rebate rumores sobre ser gay: “Me empreste a sua namorada”

Crédito: Reprodução/Instagram

Cantor está na Rússia para acompanhar a Copa do Mundo (Crédito: Reprodução/Instagram)

O cantor colombiano Maluma veio a público se posicionar sobre os rumores a respeito de sua sexualidade. Em vídeos publicados em sua rede social, o cantor se justificou negando que seja homossexual e para deixar a situação descontraída ainda brincou: “Me apresentem uma namorada”.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Sempre muito reservado e discreto com a vida pessoal, Maluma, após alguns internautas estarem especulando sobre sua sexualidade desde que ele terminou o namoro com a modelo Natalia Barulich no ano passado, resolveu falar abertamente sobre o assunto.

Vote:
As 50 mais sexy de 2020
Os 50 mais sexy 2020

“As pessoas são idiotas, não? Sim, ou seja, como podem dizer que sou gay? Se eu fosse gay, já teria falado sobre isso. Quem disse que sou gay, me empreste sua namorada por um momentinho, para ver como sou gay… Ah, homens, vocês me fazem rir”, disse o cantor rindo.

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Peugeot apresenta sua primeira moto feita em parceria com a Mahindra

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea