Geral

Candidato a vereador humilha agente de trânsito em Santos; CET registra BO

Crédito: Reprodução/ Divulgação

Um candidato a vereador em Santos, no litoral paulista, humilhou um agente de trânsito de 29 anos da Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) após receber uma multa por usar celular ao volante. O vídeo com as agressões verbais foi feito e postado por Luiz Wanderley Martins Junior (DC). As informações são do G1.

“O condutor estava segurando um celular e eu vi. E ele me viu também, tanto é que ficou gritando ‘foi sem querer’, ‘desculpa aí’, alguma coisa assim, e foi embora”, contou o agente de trânsito ao G1. “Como minha função também é fiscalização, fiz a autuação do veículo e continuei no meu posto”, explicou o agente.

Pouco tempo depois, Luiz Wanderley estacionou o carro em uma das esquinas e foi a pé até o profissional. Quando o agente respondeu que fez a autuação, o candidato passou a fazer ameaças.

“Ele se alterou, porque viu que não tinha como voltar atrás [da multa]. Ele disse que eu não sabia quem era ele e começou a me ameaçar. Sacou o celular e começou a gravar. Eu pensei ‘bem, ele vai me filmar, vai me xingar e eu vou continuar exercendo minha função’. Ele percebe que não estou prestando atenção e me provoca ainda mais”, relatou o agente ao G1.

No vídeo, que viralizou nas redes sociais é possível ouvir o momento em que Luiz Wanderley passa a ofender o agente.

“Mais um bost* da CET aqui, só tá dando multa pras pessoas que estão vindo aqui na avenida portuária, essa bost*. Tá aqui esse irregular, esse trouxa, fica com papel e caneta, não sabe trabalhar. A CET tem que dar apito na mão desses otários. […] Aí esse otário que tem ali, um p*u no c*, esse otário que fica aqui, ao invés de trabalhar (sic)”, diz o candidato na gravação.

Desacato a autoridade

Conforme o agente, após o homem ir embora, ele avisou seu supervisor sobre o ocorrido e pediu baixa do posto. Em seguida, ele registrou um boletim de ocorrência do caso. Na delegacia, ele também contou que o candidato havia ameaçado voltar para bater nele.

Procurado pelo G1, Luiz afirmou devido a conflitos internos com o partido, ele não concorrerá às eleições. O candidato também teve sua candidatura indeferida em primeira instância pelo Tribunal Superior Eleitoral. Sobre o vídeo com as agressões, ele limitou-se a não comentar mais sobre o assunto.

Em nota ao G1, a Prefeitura de Santos informou que o agente registrou o boletim de ocorrência por desacato a autoridade no 7º DP acompanhado do advogado da CET. O setor jurídico da empresa entregará ao 3º DP, que será responsável pela apuração do caso, cópia do vídeo com as agressões verbais proferidas pelo motorista contra o agente.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel