Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Celebrando o aniversário do pentacampeonato da Copa do Mundo de 2002, que completa 20 anos nesta quinta-feira, a CBF organizou um evento em um hotel em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A celebração contou com a presença da maioria dos atletas, que relembraram a conquista. O goleiro Marcos falou sobre as cobranças sofridas pela preparação conturbada do elenco.

– O fato de ter essa cobrança ajudou. A gente queria mostrar. A seleção quase não se classifica para a Copa do Mundo, fomos eliminados em uma Copa América para Honduras. Então você vai para a Copa e quer mostrar que não somos essa seleção que todo mundo está falando. Todas as vezes que o Brasil foi favorito, não ganhou. Acomoda um pouco. Vejo que a atual Seleção, apesar da campanha que fez, o pessoal ainda critica. Isso é bom para chegar lá e querer mostrar. Tenho certeza que essa nova geração tem tudo para ganhar – disse Marcos.

Treinador da Seleção em 2002, Felipão não esteve presente por conta de seu compromisso com o Athletico-PR. Além do treinador, Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Roberto Carlos e Rogério Ceni, com o São Paulo em jogo da Sul-Americana, foram outros que não apareceram.
AdChoicesPUBLICIDADE
O Brasil venceu a Alemanha há exatos 20 anos em Yokohama, no Japão, por 2 a 0. O atacante Ronaldo foi o autor dos dois gols da partida e comemorou o momento.

– Toda história foi muito perfeita para mim. O início assustador com a lesão e a recuperação. Depois chegar de última hora, conquisto meu espaço, ganhamos a Copa, fui artilheiro, foi espetacular. A Copa se desenhou com muitos obstáculos, mas foi maravilhoso me testar – disse o Fenômeno.

Naquela campanha, a Seleção Brasileira venceu todos os sete duelos no Mundial da Coreia do Sul e Japão, terminando o torneio com 100% de aproveitamento. Na fase de grupos, os adversários foram Turquia, Costa Rica e China. No mata-mata, o Brasil bateu Bélgica, Inglaterra, Turquia e Alemanha.