Esportes

Campeã paralímpica morre aos 40 anos por meio de eutanásia

Crédito: Reprodução/Instagram

A atleta belga Marieke Vervoort morreu na última terça-feira (22), aos 40 anos, por meio de eutanásia. Ela lutava contra uma doença muscular degenerativa há anos.

• Janderson revela início no futebol e espera fazer história no Corinthians

Medalha de ouro na Olimpíada de Londres, em 2012, e prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, a velocista de cadeira de rodas sofria de tetraplegia degenerativa e vivia com dores constantes, convulsões, além de paralisia nas pernas.

Há mais de uma década, em 2008, Vervoort assinou documentos legais que permitiam médicos colocarem fim à sua vida. A prática, legalizada na Bélgica desde 2012, foi muito discutida.

Há quatro dias, em uma postagem no Instagram, a atleta colocou uma foto competindo. “Não podemos esquecer as boas lembranças”, escreveu na legenda.