Esportes

Campeã em Miami, Swiatek assume a liderança do ranking do tênis pela 1ª vez


O tênis feminino tem uma nova número 1 do mundo. A polonesa Iga Swiatek assumiu o topo do ranking da WTA nesta segunda-feira após se sagrar campeã do WTA 1000 de Miami, no fim de semana, e também depois da surpreendente aposentadoria precoce da australiana Ashleigh Barty. Ela se tornou a 28ª tenista da história a alcançar esta posição de destaque.

A lista atualizada pela WTA nesta manhã é a primeira sem a presença de Barty, que deixou o tênis profissional aos 25 anos, no fim do mês passado. Sem sua saída da relação, Swiatek ainda não alcançaria a primeira colocação nesta semana. Mas a tenista de 20 anos já vinha brilhando nas quadras ao longo da temporada.

A polonesa venceu nada menos que metade dos torneios que disputou neste ano. Foram três títulos em seis torneios. Ela venceu em sequência em Doha e os dois WTA 1000, em Indian Wells e em Miami, ambos nos Estados Unidos. Ao todo, acumula 17 vitórias consecutivas. De quebra, ainda tem a semifinal do Aberto da Austrália, vencido por Barty.

Pela primeira vez no topo, Swiatek soma seis títulos de nível WTA na carreira. Mas já flertava com as primeiras posições do ranking desde 2020, quando despontou no circuito. Ela venceu a chave de simples de Roland Garros, seu único título de Grand Slam na carreira até agora, e só parou nas semifinais nas duplas. Com o troféu no saibro de Paris, ela se tornou a primeira polonesa da história a vencer um Grand Slam.

A grande campanha na capital francesa fez a polonesa ser acompanhada de perto pela imprensa internacional e também a tornou a tenista mais jovem a entrar no Top 10 do ranking. O talento precoce já era visto no juvenil. Ela foi campeã em duplas em Roland Garros e campeã de simples de Wimbledon em 2018. Ocupou o 5º posto do ranking juvenil.

Agora dividindo o “pódio” do ranking, a checa Barbora Krejcikova e a espanhola Paula Badosa também ganharam posições em razão da aposentadoria de Barty. Krejcikova subiu duas colocações, enquanto a tenista da Espanha galgou três postos. Já a grega Maria Sakkari perdeu uma posição.

A estoniana Anett Kontaveit e a checa Karolina Pliskova subiram uma posição cada. E a americana Danielle Collins se destacou ao sair do 11º para o 8º posto, sua melhor colocação da carreira no ranking.

Entre as brasileiras, Beatriz Haddad Maia ficou muito perto de igualar sua melhor posição da carreira. Ela está em 59º, após subir três colocações. Laura Pigossi perdeu quatro postos e figura em 212º. Na lista das duplas, Luisa Stefani caiu sete posições e está agora em 19º, ainda sem competir por se recuperar de lesão no joelho.

MASCULINO

Cada vez mais ameaçado novamente no topo, o sérvio Novak Djokovic garantiu mais uma semana na liderança, por apenas 10 pontos de vantagem sobre Daniil Medvedev. O russo teve chance preciosa para derrubar o rival da primeira posição, mas ficou a apenas uma vitória do feito em Miami, na semana passada. Agora lesionado, pode dar algum alívio para Djokovic abrir vantagem na ponta.

Abaixo deles agora está o alemão Alexander Zverev, que desbancou o espanhol Rafael Nadal para o quarto posto. O norueguês Cásper Ruud também subiu uma posição, derrubando o russo Andrey Rublev para o oitavo lugar.

A maior novidade da lista masculina é a entrada de Cameron Norrie no Top 10. Ele subiu duas posições e agora ostenta a melhor colocação da sua carreira. Em sua cola está o espanhol Carlos Alcaraz, outro grande destaque do dia. Campeão em Miami, sua maior conquista da carreira até agora, ele subiu cinco posições e aparece em 11º.

Por outro lado, a atualização desta segunda marcou nova queda considerável para Roger Federer. Ainda sem jogar, o suíço despencou 18 posições e figura agora no modesto 44º lugar.

No caso dos tenistas brasileiros, Thiago Monteiro sustentou o 116º lugar, enquanto Felipe Meligeni ganhou quatro colocações, aparecendo no 219º. Já Thiago Wild sofreu forte queda de 16 posições. Agora ele é o 229º do mundo.

Confira a lista das 10 primeiras colocadas do ranking da WTA:

1ª – Iga Swiatek (POL), 6.711 pontos

2ª – Barbora Krejcikova (RCH), 4975

3ª – Paula Badosa (ESP), 4.970

4ª – Maria Sakkari (GRE), 4.705

5ª – Aryna Sabalenka (BEL), 4.657

6ª – Anett Kontaveit (EST), 4.511

7ª – Karolina Pliskova (RCH), 4.197

8ª – Danielle Collins (EUA), 3.151

9ª – Garbiñe Muguruza (ESP), 3.070

10ª – Ons Jabeur (TUN), 2.975

Confira o Top 10 do ranking da ATP:

1º – Novak Djokovic (SER), 8.420 pontos

2º – Daniil Medvedev (RUS), 8.410

3º – Alexander Zverev (ALE), 7.195

4º – Rafael Nadal (ESP), 7.115

5º – Stefanos Tsitsipas (GRE), 5.980

6º – Matteo Berrettini (ITA), 4.945

7º – Casper Ruud (NOR), 4.380

8º – Andrey Rublev (RUS), 4.375

9º – Felix Auger-Aliassime (CAN), 3.625

10º – Cameron Norrie (ING), 3.440