Tecnologia & Meio ambiente

Campanha oficial de vacinação é adiantada para hoje no Brasil

Crédito: AFP

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello (Crédito: AFP)

O governo federal adiantou para esta segunda-feira (18), dois dias antes do previsto, o lançamento da campanha oficial de vacinação contra o coronavírus, atendendo aos pedidos dos governadores e pressionado pelo estado de São Paulo, que iniciou no domingo a inoculação.

“Depois de ouvir os governadores, chegamos à decisão de que hoje ainda distribuiremos todas as vacinas aos estados, todas”, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, após reunião com governadores no aeroporto de Guarulhos, de onde serão enviados para todo país 4,5 milhões de doses da vacina chinesa CoronaVac.

“Acho que a gente pode começar hoje ao final do expediente”, declarou.

O Rio de Janeiro, o estado proporcionalmente mais afetado pela pandemia, que já deixou 210 mil mortos no Brasil, previu as primeiras imunizações a partir das 17h, ao lado da estátua do Cristo Redentor.

No Amazonas, duramente atingido por uma segunda onda da pandemia que causou aumento no número de mortes por falta de oxigênio nos hospitais, o carregamento deve chegar no final da tarde. A vacinação começará na manhã de terça-feira, informou o governo do estado.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

A primeira etapa da campanha nacional de vacinação é reservada a profissionais da saúde, pessoas com mais de 75 anos e comunidades indígenas.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou no domingo o uso emergencial de seis milhões de doses da Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, do estado de São Paulo.

Também foi autorizado o uso de dois milhões de vacinas da britânica AstraZenevca/Oxford, em cooperação com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mas que ainda não chegaram ao país.

Após a autorização, Pazuello indicou que a campanha nacional começaria na quarta-feira. O governador de São Paulo, João Doria, adiantou-se, e sua foto era a manchete de todos os jornais nesta segunda-feira, ao lado de uma enfermeira que se tornou a primeira brasileira a ser vacinada.

Pazuello atacou a “jogada de marketing” de Doria, que está emergindo como um dos principais rivais do presidente Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2022.

v

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Os 4 signos mais psicopatas do zodíaco
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica