Cultura

Campanha de Jogos Paralímpicos com Cleo Pires e Paulo Vilhena causa polêmica

A causa era nobre, mas o resultado acabou sendo de extremo mau gosto: para incentivar a venda dos ingressos dos Jogos Paralímpicos, que começam no dia 7, Cleo Pires e Paulinho Vilhena apareceram com membros do corpo amputados em fotos que causaram polêmica na internet.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Criada pela agência África, a campanha “Somos Todos Paralímpicos” traz os dois atores “representando” os paratletas Bruna Alexandre, do tênis de mesa, e Renato Leite, do vôlei sentado.

Porém, desde que foi divulgada na manhã desta quarta, 24, a peça publicitária vem sofrendo críticas exatamente pela falta de representatividade. Se a ideia é falar de inclusão, por que não colocar os próprias paratletas estrelando as fotos?, questionam os internautas.

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea