Cultura

Caminhoneira trans vira tema de coleção e desfila em passarela de São Paulo

A história de Afrodite, de 70 anos, ficou conhecida em julho deste ano, quando a caminhoneira trans participou de uma campanha de comerciais da Shell.

Após ganhar visibilidade, ela recebeu alguns convites para atuar em prol da luta pela diversidade e, um deles, foi da marca paulistana Ken-gá, que decidiu criar a coleção “Boleia Mística”, inspirada na trajetória da caminhoneira transgênera.

Criadoras da Ken-gá, Lívia Barros e Janaína Azevedo fizeram o primeiro contato com Afrodite há três anos e, finalmente, conseguiram levá-la para as passarelas da moda em julho na Casa de Criadores. Agora, os itens da coleção estarão em uma mostra na Galeria Melissa até sábado, 14.

Nesta quinta-feira, 12, será exibido um documentário com relatos de Afrodite, no mesmo local, com entrada franca. A produção servirá como ponto de partida para uma conversa sobre empoderamento das minorias, feminismo, racismo e o mundo LGBT+.

Serviço:

Documentário sobre Afrodite

Quando: Nesta terça, 12, às 17h

Exposição com itens da coleção ‘Boleia Mística’

Quando: Até sábado, 14.

Local: Galeria Melissa

Endereço: Rua Oscar Freire, 827

Entrada franca