Tecnologia & Meio ambiente

Câmara da Itália aprova decreto contra mudanças climáticas

ROMA, 10 DEZ (ANSA) – A Câmara dos Deputados da Itália aprovou nesta terça-feira (10), de forma definitiva, o decreto-lei do governo contra as mudanças climáticas.   

A votação teve placar de 261 a 178, com cinco abstenções, após a situação ter blindado o texto com o voto de confiança, que impede táticas de obstrução da oposição, como a apresentação de milhares de emendas para atrasar a tramitação.   

Com isso, se o projeto fosse rejeitado pela Câmara, o governo cairia. “Hoje o Decreto Clima se tornou lei do Estado. É o primeiro procedimento na história da Itália dedicado exclusivamente a questões ambientais”, escreveu no Facebook o ministro das Relações Exteriores Luigi Di Maio, líder do partido populista Movimento 5 Estrelas (M5S).   

O chamado “Decreto Clima” prevê uma série de medidas ambientais, como um programa de reflorestamento de 30 milhões de euros, a formação de um fundo de 20 milhões de euros para a compra de veículos híbridos ou elétricos para transporte escolar e a criação da “capital verde da Itália”, que premiará cidades que adotarem projetos inovadores e eficazes em defesa da natureza.   

Além disso, o projeto estabelece uma força internacional chamada “capacetes verdes” (em referência aos “capacetes azuis” da ONU) para atuar na proteção ambiental e institui um comitê interministerial permanente sobre as mudanças climáticas. (ANSA)