Comportamento

Câmara Baixa dos EUA aprova projeto de lei para reforma da polícia

Câmara Baixa dos EUA aprova projeto de lei para reforma da polícia

Um manifestante com um cartaz em homenagem a George Floyd, 30 de maio de 2020 em Denver - AFP/Arquivos


A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei para uma reforma da polícia na noite desta quarta-feira (3), cinco dias após o julgamento de um ex-agente acusado de matar o cidadão negro George Floyd no ano passado.

O texto, que leva o nome de Floyd, já havia sido aprovado em junho pela Câmara Baixa do Congresso, de maioria democrata, mas não superou o obstáculo do Senado, onde os republicanos tinham maioria até janeiro.

Nesta quarta-feira, os democratas da Câmara aprovaram novamente o texto, desta vez com 220 votos a favor e 212 contra. Um republicano apoiou o projeto e dois democratas o rejeitaram.

A aprovação no Senado, onde republicanos e democratas têm o mesmo número de cadeiras, é incerta.

O texto “não apagará séculos de racismo sistêmico” nos Estados Unidos, declarou a presidente da Câmara dos Democratas, Nancy Pelosi, antes de sua adoção. Mas será “um grande passo” para “construir uma relação melhor e mais saudável entre a polícia e as comunidades que deve respeitar”, acrescentou.


+ Mulher é presa por não devolver R$ 6,8 milhões que recebeu por engano
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pentágono confirma que vídeo com OVNIs em forma de pirâmide é autêntico



O projeto de lei prevê, entre outras coisas, a proibição de estrangulamento, a limitação de equipamentos militares na polícia, bem como a criação de um registro nacional de policiais demitidos por abuso de poder.

Visa também reduzir a ampla imunidade de que gozam os policiais em ações cíveis.

Por fim, o texto se propõe a prevenir, nos delitos relacionados a entorpecentes, mandados de busca e apreensão que permitam aos policiais entrar na casa dos suspeitos sem serem anunciados.

Durante sua prisão em 25 de maio em Minneapolis, Minnesota, George Floyd morreu sufocado por um policial branco, Derek Chauvin.

O policial manteve o joelho no pescoço da vítima por quase nove minutos. Seu julgamento começará na segunda-feira em Minneapolis.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS