Economia

Câmara aprova urgência para tramitação do projeto do cadastro positivo

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 27, um requerimento de urgência para apreciação do projeto que muda as regras de inclusão de dados no cadastro positivo para ampliar o acesso ao crédito para consumidores. O requerimento foi aprovado por 266 votos a favor e apenas oito contra.

A discussão do projeto deve ser retomada na próxima semana, já que não haverá mais sessões deliberativas na Câmara a partir desta quarta-feira por causa do feriado de Páscoa.

Como o texto já foi aprovado ano passado pelo Senado, ele irá direto à sanção presidencial depois que passar pela Câmara.

A proposta é considerada polêmica e foi um dos 15 projetos escolhidos como prioritários pelo governo na área econômica para compensar o engavetamento da reforma da Previdência.

Hoje, para fazer parte do chamado cadastro positivo, é necessária uma autorização prévia do cadastrado. Com a nova lei, o consumidor será incluído automaticamente no cadastro e terá que pedir para ser excluído da relação.

Com isso, mais cidadãos terão as informações pessoais e histórico bancário abertos para as empresas do setor de crédito. E é justamente essa a crítica de entidades de defesa do consumidor e procuradores do Ministério Público Federal (MPF). Elas afirmam que a lei viola a privacidade das pessoas, ao permitir o uso indiscriminado de dados pessoais. (Colaborou Daiene Cardoso)

Veja também

+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Cientistas localizam o centro do Sistema Solar — e advinhem, não é o Sol
+ Filho de David Beckham fica noivo de atriz filha de bilionário
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior