Cultura

Calendário Pirelli mostra força de Julieta na mulher moderna

MILANO, 3 DEZ (ANSA) – Convidado para ser o primeiro italiano a criar as imagens do Calendário Pirelli 2020, o fotógrafo Paolo Roversi tentou relacionar a famosa personagem Julieta, de William Shakespeare, às várias personalidades da mulher moderna.   

A obra, que tem como tema “Looking for Juliet” (“procurando Julieta”), foi apresentada nesta terça-feira (3) no Teatro Filarmônico de Verona. Inspirado na diversidade e no drama clássico de Romeu e Julieta, o calendário 2020 busca retratar a “Julieta que existe em cada mulher”. “Eu queria um conceito vinculado à beleza e ao amor. Um conceito muito simples e muito forte. E amor e beleza são elementos de minha pesquisa há muitos anos. E eu queria, como o primeiro fotógrafo italiano de um projeto de uma empresa italiana, uma história ligada à Itália”, explicou Roversi.   

Nascido em Ravenna, o artista italiano, que vive em Paris desde os anos 1970, produziu o calendário em Verona e na cidade francesa.   

Roversi vê no calendário “a busca por um ideal, um sonho”.   

“Atravessa as eras. É o ideal de uma mulher que simboliza a feminilidade, a doçura do amor e as qualidades de uma mulher que combina fragilidade e força, timidez e rebelião. Julieta é tudo isso”. “A tragédia da qual ela é protagonista bem representa aquela fronteira frágil que existe entre sonho e realidade, entre lágrimas e um sorriso, entre felicidade e dor, entre bem e mal.   

Sempre fui fascinado por essa fronteira tão fraca, quase uma ambiguidade”, acrescentou.   

Para demonstrar sua procura por Julieta, Roversi selecionou um grupo de artistas com enorme representatividade em suas áreas, como Kristen Stewart e Emma Watson, além das cantoras Rosalía e Chris Lee, as atrizes Claire Foy, Mia Goth, Indya Moore, Yara Shahidi e a filha do próprio fotógrafo, Stella Roversi. Esta edição representa a primeira vez que o calendário une cinema e fotografia, já que as imagens serão acompanhadas de um curta-metragem. Em 18 minutos, Roversi interpreta um diretor de cinema entrevistando candidatas ao papel de Julieta, que passam, uma a uma, pelas lentes do diretor para retratar a multifacetada personagem.   

O Calendário 2020 tem 132 páginas, com o anuário na capa, trechos de Romeu e Julieta e 58 fotografias a cores e preto e branco, que retratam as protagonistas e a cidade de Verona.   

Ainda na capa, brilha o verdadeiro calendário em letras douradas. As datas de nascimento de Julieta, de seu encontro com Romeu, de suas núpcias e do falecimento de ambos também estão ressaltadas.   

“Ainda estou procurando por Julieta e acho que sempre a procurarei, porque no final Julieta é um sonho e nunca se tornará realidade. Esse é o charme dela, sua beleza, seu mistério. Espero que assim seja. Minha Julieta vai fazer você sonhar”, finalizou. (ANSA)