Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

(Reuters) – A Caixa Econômica Federal cancelou na noite de terça-feira uma entrevista coletiva sobre o Ano Safra 2022/23, prevista para esta quarta-feira.

O comunicado do banco não traz o motivo do cancelamento, mas vem após revelação pelo site Metrópoles de que o presidente do banco público, Pedro Guimarães, é investigado pelo Ministério Público Federal por supostamente ter cometido assédio sexual contra funcionárias da instituição.

“A Caixa informa que o pronunciamento e a coletiva de imprensa sobre a estratégia do Ano Safra 2022/23, previstos para acontecer nesta quarta-feira (29/06), na Caixa Cultural Brasília, foram cancelados”, disse o banco em breve nota à imprensa.

Na terça, o Metrópoles publicou matéria em que afirma que Guimarães é alvo de uma investigação sigilosa do MPF após funcionárias do banco relatarem ter sido vítimas de assédio cometido por ele.

O site também publicou relatos, sem divulgar os nomes reais das funcionárias, sobre esses assédios, que teriam ocorrido principalmente durante viagens de trabalho de Guimarães.

Procurados, MPF e Caixa não comentaram o assunto de imediato.

Guimarães assumiu o posto em 2019, no início do governo do presidente Jair Bolsonaro, e desde então tornou-se uma das figuras mais próximas do presidente, sendo presença constante em eventos oficiais ao lado dele e nas transmissões semanais que Bolsonaro faz nas redes sociais.

(Por Eduardo Simões)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5S0HL-BASEIMAGE