Esportes

Caio Alexandre, do Botafogo, admite situação complicada, mas destaca: ‘Enquanto houver esperança, a gente vai lutar’

Botafogo chegou à quinta derrota seguida no Brasileirão

Caio Alexandre, do Botafogo, admite situação complicada, mas destaca: ‘Enquanto houver esperança, a gente vai lutar’

mas tomou a virada dentro de casa (Foto: Vitor Silva)

A situação do Botafogo no Campeonato Brasileira é dramática. O clube perdeu para o Atlético-GO, no estádio Nilton Santos, por 3 a 1 em partida válida pela 31ª rodada do Brasileirão. O volante do alvinegro carioca Caio Alexandre admitiu a situação ruim da equipe, mas destacou que é necessário “trabalhar em silêncio”.

Ídolo do Botafogo, Manga é vacinado contra a Covid-19

– A situação é muito complicada. A gente conseguiu abrir o placar, fizemos 1 a o ali com o Babi, mas, infelizmente, não conseguimos segurar o resultado. Mas creio que a gente tem que trabalhar em silêncio agora. Trabalhar, trabalhar e trabalhar porque enquanto houver esperança a gente vai lutar, a gente vai se dedicar, vai se entregar o máximo para tirarmos o Botafogo dessa situação.

O volante projetou o clássico contra o Fluminense que classificou como “divisor de águas”.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

– A gente tem que trabalhar quietinho e fazer o nosso melhor porque domingo temos um clássico e vai ser um divisor de água para sairmos dessa situação o mais rápido possível.

Caio também falou sobre a grandeza do clube que defende e disse que enquanto houver chances matemáticas, a equipe irá lutar.

– O Botafogo tem que estar sempre no topo porque é uma instituição gigante. Então, temos que dar sempre o nosso melhor. Procuro eu e meus companheiros se entregar ao máximo porque precisamos tirar o time dessa. Ainda dá. Porque se a gente tiver chance matematicamente, vamos lutar até o final para tirar o Botafogo dessa.

Sobre a situação delicada, Caio Alexandre afirmou que o elenco se dedica ao máximo nos treinamentos para reverter essa situação. Ele ainda apontou a importância de ter humildade e manter os pés no chão.

– Muito triste. É o clube que eu me formei profissionalmente e agora estamos nessa situação. Estou no clube já tem sete anos. A gente se doa ao máximo e damos muita dedicação diariamente nos treinamentos. Nos entregamos para dar o nosso melhor para o Botafogo. É triste ver o clube nessa situação, mas creio, como eu falei, que a gente tem que trabalhar quietinho com muita humildade com pé no chão, saber do nosso momento e se entregar ao máximo.

v

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Os 4 signos mais psicopatas do zodíaco
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica