Brasil

“Não tem mais diálogo com esse homem”, diz Caiado sobre Bolsonaro

Crédito: Agência Brasil

Um dos responsáveis pela indicação de Luiz Henrique Mandetta para o Ministério da Saúde, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse que não há mais diálogo com o governo do presidente Jair Bolsonaro. As informações são do blog da Natuza Nery, no G1

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

“Não tem mais diálogo com este homem. As coisas têm que ter um ponto final”, afirmou Caiado ao G1. Segundo o governador, que se formou na mesma universidade de Mandetta, ele foi surpreendido com um alerta de um assessor sobre o teor do pronunciamento de Bolsonaro em rede nacional, completamente na contramão do que havia sido o tom da conversa pela manhã de terça-feira com Bolsonaro.

O governador reforçou ainda que as recomendações do presidente não alcançarão o estado de Goiás e, se for preciso, recorrerá ao Supremo e ao Congresso Nacional.

As decisões do presidente da República, no que diz respeito à saúde pública, não alcançarão o estado de Goiás! Pois no…

Posted by Ronaldo Caiado on Wednesday, March 25, 2020

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea