Cultura

Caetano, Bethânia e outros são alvo de fake news de aglomeração no réveillon


Um vídeo mostrando Caetano Veloso, Maria Bethânia, Regina Casé, Mart’nália e outros artistas em um momento de aglomeração viralizou nesta segunda-feira, 4. Isso porque, em tempos de pandemia de covid-19, esse tipo de festa é alvo de críticas e cancelamentos. Uma cantora de nome Nayat Jordan foi a responsável pela disseminação da imagem que, de acordo com advogado de Caetano Veloso, é de 2019.

Depois da repercussão, Nayat Jordan decidiu apagar o vídeo do perfil no Facebook, porém, diversas contas já haviam espalhado as imagens na internet. Agora, a cantora bloqueou o Twitter e o Instagram dela, o que impossibilita a averiguação, caso decida publicar o conteúdo novamente. Nayat se declara “fechada com Bolsonaro” em suas redes sociais, faz publicações exaltando a cloroquina e criticando a imunização contra o coronavírus.

Na postagem que fez associando o vídeo antigo aos artistas neste réveillon de 2021, Nayat Jordan fez a provocação: “Olha que legal o réveillon na Bahia festejando 2021. Galera boa, Regina Casé, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Mart’nália, filha do Martinho da Vila, e adjacências. Parabéns sem medo da peste chinesa. Festão do covidão”.

Em algumas horas, Caetano Veloso usou as redes sociais para explicar ao público que o vídeo era antigo. “É fake! Este vídeo é de 2019 e não do ano novo de 2020/21”, escreveu o cantor no Twitter. A companheira Paula Lavigne também ficou indignada. “Isso é fake, é de 2019! Que absurdo. Ligando para os meus advogados”, avisou a atriz, que republicou o vídeo, já disseminado por outro perfil de nome Martin Hofer.

O perfil oficial de Maria Bethânia também se manifestou sobre o vídeo disseminando a fake news. “Está circulando na internet um vídeo falso em que Maria Bethânia aparece com Caetano Veloso e outros amigos festejando o réveillon de 2021. Em respeito a todos, deixamos claro que não houve nenhum tipo de comemoração neste ano e trata-se de um vídeo de fevereiro de 2019, antes da pandemia começar”, diz a legenda da publicação.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



No fim de semana, Elba Ramalho foi alvo de críticas após uma festa ter sido realizada na casa dela, que estava alugada, em Trancoso, na Bahia, em meio à pandemia do novo coronavírus. A cantora se defendeu e, em um vídeo nas redes sociais, garantiu que não sabia da confraternização que foi realizada no local.

Também no fim do ano, o jogador Neymar não fez questão de esconder a grande festa que realizou para o réveillon. No entanto, o evento causou repercussão negativa em todo o mundo.

Pedido de retratação

O advogado de Caetano Veloso, Caio Mariano, enviou uma carta para a cantora que disseminou o vídeo antigo e solicitou que ela apagasse das redes sociais. “A postagem possui o mero intuito de atribuir, ao artista e aos demais, a prática de ato irresponsável e lesivo à saúde coletiva, confundindo assim a opinião pública sobre a sua conduta e responsabilidade”, afirma.

Mariano também quer que Nayat peça perdão publicamente: “solicito ainda seja formalizado pedido de retratação e de desculpas, em postagem própria, esclarecendo sobre a falsidade das informações postadas na publicação que se exige remoção, cujo único intento é o de macular a honra e a imagem de Caetano Veloso”.

Confira a nota na íntegra:

“Prezada Nayat Jordan,

Na qualidade de advogado de Caetano Veloso e familiares, venho por meio desta solicitar a imediata remoção da postagem realizada através do link Referida postagem afirma falsamente que o artista, amigos e familiares estariam aglomerando socialmente em plena pandemia, atribuindo a estes a prática irresponsável e criminosa de aglomeração social em tempos de pandemia ocasionada pela covid-19. Tal pratica é totalmente repudiada por todos aqueles filmados no referido vídeo, que se trata de registro de um evento familiar ocorrido no ano de 2019.

A postagem possui o mero intuito de atribuir, ao artista e aos demais, a prática de ato irresponsável e lesivo à saúde coletiva, confundindo assim a opinião pública sobre a sua conduta e responsabilidade. Solicito ainda seja formalizado pedido de retratação e de desculpas, em postagem própria, esclarecendo sobre a falsidade das informações postadas na publicação que se exige remoção, cujo único intento é o de macular a honra e a imagem de Caetano Veloso. Na hipótese de não atendimento à presente solicitação, tomaremos todas as medidas judiciais cabíveis para reparação de danos materiais e morais causados. Certo de sua compreensão quanto a urgência e gravidade da sua postagem, aguardo remoção. Cordialmente, Caio Mariano (OAB-BA 18.169)”.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS