Geral

CAE aprova cessão onerosa; texto segue para deliberação no plenário

Depois de muita polêmica e discussão a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, aprovou por unanimidade o relatório do senador Omar Aziz (PSD-AM), ao Projeto de Lei 5478/2019, que define o rateio, entre estados e municípios, de parte dos recursos do leilão de petróleo do pré-sal a ser realizado no próximo dia 6 de novembro.

No parecer, Aiziz deu sinal verde ao rateio do dinheiro sem alterar o texto da Câmara dos Deputados. Pela proposta aprovada, 15% (R$ 10,95 bilhões) dos recursos que serão divididos sejam destinados para estados, da seguinte forma: dois terços conforme os critérios do Fundo de Participação dos Estados – que beneficiam mais Norte e Nordeste – e um terço seguindo as regras do Fundo de Exportação e da Lei Kandir – que beneficiam os estados exportadores.

Outros 15% (R$ 10,95 bilhões) serão destinados para os municípios, segundo os critérios do Fundo de Participação dos Municípios (FMP), priorizando municípios mais pobres. Já a União fica com R$ 49 bilhões, a Petrobras com R$ 33,6 bilhões e o Rio de Janeiro ,estado produtor, com R$ 2,4 bilhões.

A polêmica que arrastou discussão por quase 3 horas, foi criada sobre a destinação de 1/3 dos recursos aos estados exportadores – que beneficiará mais os estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste – para compensar o atraso do repasse da Lei Kandir pelo governo federal. Senadores do Norte e do Nordeste reclamaram do critério, mas decidiram votar a favor do texto sob pena de ficarem sem nada. Uma uma nova divisão obrigaria a proposta a voltar à análise dos deputados e poderia não dar tempo de ser sancionada antes do megaleilão no início de novembro.

A expectativa é que a matéria seja votada em regime de urgência no plenário da casa ainda nesta terça-feira (15). Se aprovado, o texto vai à sanção presidencial.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior