ISTOÉ Gente

Cacá Werneck diz que tem ‘princípios intactos’ ao ser acusada de furto

Crédito: Reprodução/Instagram

Cacá Werneck, DJ e esposa de Monique Evans, usou o Instagram para falar sobre as acusações de furto que recebeu após ser detida em aeroporto após supostamente ter roubado perfumes importados de uma loja. A artista diz que pagou pelos itens, negando o crime.

‘Fiquei atarantado’, revela Pedro Bial sobre sucesso do Big Brother Brasil

Com 86 anos, Mauricio de Sousa toma quarta dose da vacina contra a Covid- 19

“Acho que eu devo uma explicação a todas as pessoas que me acompanham e que conhecem não só a Cacá, a DJ, mas a Clarice. Bom, graças a Deus tenho os meus valores intactos, uma família maravilhosa e um advogado maravilhoso, que agora vai falar por mim. Eu vou provar a minha inocência custe o que custar”, explicou nos stories.

“Estou vivendo um momento muito constrangedor e a gente se sente impotente. Mas, ao mesmo tempo, eu sempre consegui transformar dor em força. Com meu advogado, com tudo que eu tenho, com todas as provas que eu tenho, sei que não tenho o que temer, mas sim agradecer a Deus por ser quem eu sou”, continuou a DJ, que publicou foto do recibo dos perfumes.

De acordo com Cacá, Monique e sua mãe passam mal com perfumes doces, por isso ela comprou as fragrâncias masculinas. “Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos e eu cada vez mais ansiosa, porque nada como você conseguir provar a sua inocência. Muito obrigada pelas mensagens de carinho, quem conhece a minha índole e o meu caráter sabe que isso é tudo blefe.” “Nunca deixarei de ser uma pessoa boa. Tá aí a nota fiscal dos meus perfumes, que graças a Deus, Deus me dá saúde e condições de trabalho para comprar os meus luxos e as coisas que eu quero, porque eu trabalho para isso”. completou.

Quem deu a notícia da detenção da DJ foi a jornalista Fabíola Reipert, para quem Cacá declarou que sofreu preconceito no Aeroporto de Confins, em Minas Gerais (onde a artista foi detida), por ser uma mulher lésbica. A esposa de Monique Evans enviou para Fabíola um comprovante de compra no valor de quase R$ 1,3 mil. Ela foi liberada após pagar uma fiança de R$ 3 mil.

Veja:

Reprodução/Instagram

Instagram will load in the frontend.