ISTOÉ Gente

Buchecha fala sobre morte do pai, que foi assassinado em 2010: ‘Saiu da minha vida repentinamente’

Crédito: Reprodução/Instagram

Buchecha fala sobre morte do pai (Crédito: Reprodução/Instagram)


O cantor Buchecha aproveitou uma entrevista ao “Encontro”, nesta quinta-feira (17), para comentar a morte de seu pai, Claudino, que tinha 61 anos em 2010 quando foi assassinado. O artista disse que não teve a chance de conviver com o pai durante a infância, mas depois de adulto tentou mudar isso.

‘Sujeito que despreza os povos originários do Brasil’, diz Zélia Duncan sobre Bolsonaro

‘Vi gente querendo me sabotar’, relembra Bruna Marquezine sobre namoro com Neymar

“De menino, não convivi com meu pai. Só quando era mais velho que passamos a conviver. Até fizemos música e fomos compor juntos”, conta. “Meu pai foi assassinado em 2010. Ele saiu da minha vida tão repentinamente, acho que a gente não está pronto nunca”, continua Buchecha.

O crime aconteceu em 2010, após uma briga por causa de cigarro. O pai de Buchecha levou 4 tiros, e o autor do crime foi condenado a 20 anos de prisão.