Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O Brusque colocou fim à maldição do estádio Augusto Bauer. Depois de uma sequência de três derrotas seguidas no Vale do Itajaí, contra Náutico, Bahia e Ituano, o time catarinense voltou a vencer diante do seu torcedor. Com uma atuação consistente bateu o Operário-PR por 2 a 0, na noite desta sexta-feira, pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O Brusque controlou o jogo durante os dois tempos e construiu a vitória com gols de Balotelli e Wallace. Com a vitória sobe para a sétima posição, com 20 pontos e se distancia da zona de rebaixamento. O Operário é o décimo, com 19 pontos.

O time catarinense já volta a campo na quarta-feira, quando, pela 17ª rodada, visita o Novorizontino, em Novo Horizonte (SP). O Operário joga um dia antes, na terça-feira, quando recebe o CRB-AL, no estádio Germano Gruger, em Ponta Grossa (PR).

Com apoio de sua torcida, o Brusque tentou se impor desde o começo do primeiro tempo. Logo aos dez minutos, Alex Ruan recebeu de Pará e mandou de fora da área para a excelente defesa de Vanderlei. Crislan aproveitou o rebote e exigiu outra defesa do goleiro, mas o atacante estava impedido.

Embora com mais posse de bola, o Brusque chegou pouco ao gol do Operário, que só se defendeu no primeiro tempo. Quando chegou, Alex Ruan e Crislan marcaram, mas os atacantes estavam impedidos em ambas as finalizações. Da primeira vez, aos 33, o árbitro até chegou a dar o gol de Alex Ruan após cruzamento de Crislan, mas após consultar o VAR, o gol foi anulado. Da segunda, o impedimento de Crislan estava bem visível e foi interrompido logo.

No final, o Brusque voltou a marcar e desta vez valeu. Aos 44 minutos, Rodolfo Potiguar acionou Fernandinho pela esquerda e cruzou para Balotelli empurrar a bola para dentro do gol.

O Brusque começou de forma tímida o segundo tempo, mas continuava controlando o jogo. Fernandinho, aos 12 minutos, criou a primeira chance de gol, chutando fora da área com a bola passando perto do gol.

Melhor na partida, o Brusque fez o segundo aos 19 minutos. Após escanteio cobrado pela esquerda, a bola sobrou pingando para o experiente zagueiro Wallace bater de primeira, forte, sem chance para Vanderlei. O Operário criou sua primeira chance de gol somente aos 29 minutos com Ricardinho, que avançou e mandou de fora da área, acertando a trave de Jordan.

O Brusque controlou o jogo até o final e no contra-ataque chegou até criar chances de marcar o terceiro.

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE 2 X 0 OPERÁRIO-PR

BRUSQUE – Jordan; Pará (Toty), Jeferson Bahia, Wallace e Airton; Rodolfo Potiguar, Balotelli (Matheus Trindade) e Álvaro (Luiz Antonio); Alex Ruan, Fernandinho (Jaílson) e Crislan (Júnior Todinho). Técnico: Luan Carlos.

OPERÁRIO-PR – Vanderlei;Ronald Carvalho (Rafael Chorão), Reniê e Willian Machado; Arnaldo, Ricardinho, Lucas Vital (Giovanni Albuquerque) e Fabiano; Felipe Saraiva (Felipe Garcia), Júnior Brandão (Kalil) e Javier Reina (André Lima). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS Balotelli, aos 44 minutos do primeiro tempo; Wallace aos 19 do segundo.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

CARTÕES AMARELOS – Pará, Rodolfo Potiguar e Balotelli (Brusque).

RENDA – R$ 57.640,00.

PÚBLICO – 2.164 pagantes.

LOCAL – Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC).