Esportes

Bruno Méndez e Camacho analisam como falta de torcida e idioma podem influenciar na estreia do Corinthians

Dupla concedeu entrevista na véspera do duelo desta quinta-feira, na estreia da Copa Sul-Americana, e pontuou como esses fatores podem fazer ou não a diferença em campo

Bruno Méndez e Camacho analisam como falta de torcida e idioma podem influenciar na estreia do Corinthians

O Corinthians estreia nesta quinta-feira, às 21h30, pela fase de grupos da Sul-Americana contra o River Plate-PAR. Na véspera do confronto em Assunção, no Paraguai, Bruno Méndez e Camacho concederam entrevista coletiva no CT Joaquim Grava e falaram de suas expectativas para o duelo. Temas como ausência de torcida e idioma diferente foram comentados pelos atletas.

TABELA
> Veja classificação e simulador da Copa Sul-Americana-2021 clicando aqui

GALERIA
> Cazares já foi! Veja quem deixou o Corinthians para a temporada 2021

Titulares de Vagner Mancini para a partida, os dois vão enfrentar um dos mais marcantes efeitos da pandemia no futebol: um estádio com portões fechados. Algo que aqui no Brasil já estão acostumados, mas que pode fazer a diferença na competição continental, fora de casa, sem a pressão das arquibancadas.

– Espero que a gente entre na quinta-feira com o melhor futebol possível e saia com a vitória lá. Lá na casa deles é um ponto forte para a gente, como não tem torcida é campo neutro. Espero que o campo esteja bom para a gente fazer um grande futebol. É triste não ter torcida nesses jogos importantes, mas a gente já se acostumou com isso – comentou o volante Camacho.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Outro aspecto que sempre está em voga nessas competições continentais é o idioma, já que somente os clubes brasileiros falam português, enquanto todas as outras equipes, inclusive a grande maioria dos trios de arbitragem, falam espanhol. Dessa forma, Bruno Méndez deve ser um porta-voz do Timão na partida contra o River Plate-PAR, mas não crê que isso influencie no campo.

– Pode ser que faça diferença. Me comunico melhor com o juiz, acho que aqui, entre o time, vão me deixar falar mais com o juiz e adversários, porque todos eles falam espanhol, pode ser que pra mim a comunicação seja mais fácil, tanto com o juiz, quanto com o outro time. Dentro de campo para mim a mesma coisa, por mais que fale a mesma língua, é a mesma coisa – disse o uruguaio.

Camacho ganhou uma vaga no meio-campo após boas apresentações durante a maratona de jogos da última semana, enquanto Bruno Méndez já havia se firmado como titular ao lado de Gil, superando Jemerson na briga pela posição. Ambos estarão em campo nesta noite para o início da caminhada corintiana na fase de grupos da Copa Sul-Americana. Apenas o melhor da chave avançará.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS