Bruno Covas salva vidas ao cancelar festa

Crédito: NELSON ALMEIDA

“É muito temerário organizar o réveillon na Paulista para 1 milhão de pessoas” (Crédito: NELSON ALMEIDA)


O prefeito Bruno Covas desistiu, corretamente, de realizar a festa de fim de ano na Avenida Paulista, como se fazia tradicionalmente, e que levava ao local milhares de pessoas.

A aglomeração, certamente, propiciaria a expansão da Covid, que ainda não está sob controle e possivelmente não estará até dezembro, pois ainda não há vacina.

O governador João Doria, que conduz com sucesso o Plano São Paulo de Combate à doença, apoiou a iniciativa: “temos que salvar vidas”.

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.