Geral

Brumadinho: Vale pagará indenizações de até R$ 250 mil a trabalhador sobrevivente

A Vale pagará indenizações de até R$ 250 mil por danos morais e materiais a trabalhadores sobreviventes e lotados nas minas Córrego do Feijão e Jangada, ambas em Brumadinho (MG), tanto próprios quanto terceirizados. Em nota à imprensa, a mineradora explica que foram homologados na última quarta-feira (22), pela 5ª Vara da Justiça do Trabalho de Betim (MG), acordos com seis sindicatos que representam trabalhadores terceirizados que prestavam serviço.

O maior valor é para os que estavam trabalhando em Córrego do Feijão no momento do rompimento da barragem, e o acordo inclui assistência psicológica e psiquiátrica até janeiro de 2022.

Há ainda pagamento de R$ 80 mil para os trabalhadores lotados, próprios e terceirizados que efetivamente trabalhavam na Mina Córrego do Feijão na data (25/01/19), mas não estavam presentes no momento, e mesmo valor para os que estavam lotados na Mina de Jangada no dia do rompimento.

Aos que estavam lotados nas duas minas mas afastados há mais de 30 dias na data, o valor é de R$ 40 mil.


+ Advogada é morta e tem corpo carbonizado no Rio de Janeiro
+ Morre Liliane Amorim, influencer de Juazeiro do Norte, após complicações da realização de lipoaspiração

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ 7 tendências de design de interiores que vão bombar em 2021
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel