Brasileiros deveriam ter mais respeito, diz embaixador chinês

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O embaixador da China, Yang Wanming, durante o Fórum de Think Tanks China-Brasil (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, mostrou que ainda não absorveu os ataques de bolsonaristas ao seu país, como os feitos pelo deputado Eduardo Bolsonaro, que disse que o vírus foi criado pelo Partido Comunista chinês, mas, sobretudo, pelas piadas racistas do ministro Abraham Weintraub.

Wanming concedeu uma entrevista na semana passada lembrando que os brasileiros deveriam ter mais respeito pelos chineses.

Afinal, a China é o principal parceiro comercial do Brasil, com uma balança de negócios atingindo US$ 100 bilhões anuais. Para a China, o Brasil envia 27,8% de tudo o que exporta, muito mais do que vende para os Estados Unidos (14,7%).

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.