Esportes

Brasileiros Deiveson e Jennifer disputam cinturões peso-mosca do UFC contra Garbrandt e Shevchenko

Campeão entre os homens, Deiveson Figueiredo defenderá seu título contra Cody Garbrandt, enquanto Jennifer Maia vai desafiar Valentina Shevchenko no feminino

Brasileiros Deiveson e Jennifer disputam cinturões peso-mosca do UFC contra Garbrandt e Shevchenko

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Dois brasileiros em alta no UFC estarão envolvidos em disputas de cinturão na divisão dos moscas no dia 21 de novembro, segundo divulgou a ESPN americana. Campeão entre os homens, Deiveson Figueiredo defenderá seu título pela primeira vez contra Cody Garbrandt, enquanto Jennifer Maia vai desafiar Valentina Shevchenko, dona do título feminino. Os confrontos vão liderar o card do UFC 255, que ainda não teve o seu palco anunciado.

Aos 32 anos e dono de um cartel com 19 vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional, Deiveson conquistou o cinturão peso-mosca do UFC no último dia 18 de julho, quando finalizou Joseph Benavidez ainda no primeiro round. Foi a segunda vitória seguida do brasileiro sobre Benavidez. No primeiro duelo, o “Deus da Guerra” triunfou por nocaute, mas ficou sem o título por ter falhado na pesagem.

Adversário de Deiveson na primeira defesa de título do paraense, Cody Garbrandt é ex-campeão peso-galo e fará sua estreia na divisão dos moscas. Aos 29 anos, o americano vem de vitória sobre Raphael Assunção.

Jennifer recebe chance contra campeã

Dito e feito. Após Dana White, presidente do UFC, afirmar que a brasileira Jennifer Maia seria a próxima desafiante ao título peso-mosca feminino, veio o anúncio. Desde 2018 no Ultimate, Jennifer tem três triunfos e duas derrotas na organização, e no último dia 1º de agosto, carimbou seu passaporte para enfrentar Valentina Shevchenko com uma finalização no primeiro round diante de Joanne Calderwood.

Aos 32 anos – um ano mais velha que Jennifer -, Valentina Shevchenko é uma das campeãs mais dominantes do UFC e ostenta o cinturão desde 2018. A lutadora do Quirguistão, mas radicada no Peru, vem de um resultado positivo sobre Katlyn Chookagian, em janeiro, e acumula 19 vitórias e três derrotas.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Entenda por que seu cão segue você até no banheiro

+ Nova Honda CB125F 2021 consegue fazer o recorde de 67 km/l

+ Fazenda 2020: Mariano e Jake se beijam na área externa da casa

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea