Esportes

Brasileiro Samory Uiki garante índice olímpico no salto em distância


O Brasil assegurou mais uma vaga olímpica neste sábado. O mais novo classificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio é o gaúcho Samory Uiki Bandeira Fraga, do salto em distância. Ele obteve a marca decisiva ao vencer esta prova na segunda etapa do Torneio Cidade de Bragança Paulista, com 8,23 metros. Superou, assim, o índice em um centímetro.

+ Japão amplia estado de emergência até um mês antes do início dos Jogos Olímpicos
+ Prestigiado jornal do Japão pede o cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio
+ Associação médica do Japão pede Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 sem público

“Minha melhor marca era de 7,93 m, obtida no Troféu Brasil de 2020. Hoje, saltei três vezes acima dos 8 metros pela primeira vez na vida em uma competição. Já tinha tentado saltar bem no último fim de semana, no torneio da Federação Paulista de Atletismo, aqui em Bragança, mas a chuva atrapalhou a prova”, comentou o atleta da Sogipa.

Neste sábado, Samory obteve as marcas de 8,09m, 8,23m e 8,06m (0.5). O segundo lugar da prova ficou com o paranaense Alexsandro Melo (CT Maranhão), que já estava qualificado para a Olimpíada no salto triplo. No salto em distância, anotou 7,99m, abaixo do índice exigido pela World Athletics (novo nome da IAAF).

“Eu vinha de uma consistência boa em treinos, mas faltava sair a marca numa competição. Eu queria ir ao Sul-Americano e achava que iria saltar bem, mas fui surpreendido com o índice. E fui consistente na prova. Agora é repensar a temporada e focar nos Jogos Olímpicos, focar para estar no auge em Tóquio”, projetou Samory, que tinha planos de estudar neste ano. Mas agora vai se dedicar totalmente aos treinos por conta da Olimpíada.

O índice também foi celebrado pelo seu treinador, José Haroldo Loureiro Gomes, o Arataca. “Viemos aqui pela vaga para o Sul-Americano porque seria decisivo para os pontos no ranking olímpico. Agora, vamos ter tranquilidade e trabalhar especificamente para os Jogos de Tóquio”, disse Arataca, ao confirmar a mudança de planos.

Com a marca alcançada por Samory, o atletismo brasileiro já soma 19 esportistas garantidos na Olimpíada. A lista deve aumentar porque o País já assegurou vaga nos revezamentos 4x100m masculino e no 4x400m misto. E ainda pode alcançar a classificação olímpica no 4x100m feminino.

MELHOR MARCA DO ANO – Samory não foi o único brasileiro do atletismo a brilhar neste sábado. Nos Estados Unidos, o paulista Alison Brendom Alves dos Santos registrou a melhor marca do mundo neste ano nos 400 metros com barreiras. Seu tempo de 48s15 é seu novo recorde pessoal e brasileiro da categoria sub-23. Ele venceu a prova no tradicional torneio Drake Relays, em Des Moines, no Iowa.

Jovem aposta do atletismo brasileiro, Pio, como é mais conhecido, tem apenas 20 anos. E já estava classificado para Tóquio. Ele vem brilhando no juvenil nos últimos anos. Foi finalista do Mundial de Doha-2019, faturou a medalha de ouro no Sul-Americano de Lima, nos Jogos Pan-Americanos de Lima e na Universíade de Nápoles, todos em 2019.

O recorde brasileiro sub-23 anterior era de Everson da Silva Teixeira, com 48s28, obtido na final da prova nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996. Pio já havia igualado esta marca no Mundial de Doha.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago