Geral

Brasileiro que estava há mais tempo na lista da Interpol é preso em Miami

Crédito: Reprodução

Kijak se tornou foragido da polícia brasileira em 2004, ao ser acusado de causar um acidente de trânsito que matou três pessoas. (Crédito: Reprodução)


O Serviço de Imigração dos EUA prendeu, neste domingo (03), Marcelo Henrique Negrão Kijak. O carioca estava na lista de procurados da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) e era o brasileiro que figurava na lista há mais tempo. Kijak se tornou foragido da polícia brasileira em 2004, ao ser acusado de causar um acidente de trânsito que matou três pessoas.

O fugitivo estava no aeroporto de Miami tentando embarcar para Israel, país em que adquiriu nacionalidade, com um passaporte com nome diferente. Marcelo foi encaminhado ao sistema prisional dos Estados Unidos até a extradição definitiva para o Brasil.

O caso ganhou bastante notoriedade na época. Fernando Diniz, pai de uma das vítimas, fundou a ONG Trânsito Amigo, que luta pela conscientização dos motoristas e contra a impunidade nos crimes de trânsito. A organização teve papel decisivo na aprovação da Lei 11.705/08, a Lei Seca.

Com informações do G1 e CNN