Geral

Brasil tem média diária de 721 mortes; total chega a 131.274

Brasil tem média diária de 721 mortes; total chega a 131.274

(Arquivo) UTI para a COVID-19 do hospital Gilberto Novaes, em Manaus - AFP/Arquivos

A média diária de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil ficou em 721 neste sábado, 12. A média móvel registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Nas últimas 24 horas, o País contabilizou 31.880 novos casos e 800 novos óbitos. Ao todo são 4.315.858 brasileiros infectados pela covid-19 desde o início da pandemia e 131.274 que perderam a vida.

Os dados são do consórcio dos veículos de imprensa, formado pelo jornal O Estado de S. Paulo, G1, O Globo, Extra, Folha de S.Paulo e UOL, feito em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde.

Segundo balanço do Ministério da Saúde deste sábado, 3.553.421 pessoas estão curadas da doença e outras 631.056 seguem em acompanhamento.

São Paulo e Rio

O Estado de São Paulo, que tem os maiores números absolutos do País, registrou mais 7.881 novos casos e 229 mortes nas últimas 24 horas. No total, o Estado tem 890.690 infecções diagnosticadas e 32.567 mortes.

Segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde, são 733.103 pessoas recuperadas. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 51,7% na Grande São Paulo e 52% no Estado.

Já o Rio de Janeiro registrou 323 novos casos da doença e 102 óbitos em 24 horas. Até o momento, 16.985 pessoas morreram vítimas do novo coronavírus no Estado do Rio, que já tem 240.776 casos confirmados.

Ranking

Em número de contaminados, o Brasil é o terceiro país mais afetado pela pandemia, de acordo com contagem da Universidade Johns Hopkins. Está atrás apenas dos Estados Unidos e Índia, que ocupam a primeira e segunda posição, respectivamente.

Porém, em relação ao total de óbitos, o País continua em segundo lugar.

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. De forma inédita, a iniciativa foi uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia e se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

Números do Ministério da Saúde

Conforme o Ministério da Saúde, 33.523 casos de infecção pela covid-19 foram registrados nas últimas 24 horas, além de 814 óbitos. No total, 4.315.687 pessoas se infectaram e 131.210 faleceram por conta da doença.

Os números diferem dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Veja também

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea