Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A invencibilidade da seleção brasileira na Liga das Nações de Vôlei Feminino chegou ao fim na noite deste sábado. Após três vitórias, as comandadas do técnico Zé Roberto Guimarães foram derrotadas por 3 sets a 0 pelas anfitriãs dos Estados Unidos, em Bossier City, com parciais de 25/21, 25/20 e 25/18.

O Brasil chegou em alta para o duelo, já que havia conquistado triunfos sólidos diante de Alemanha, Polônia e República Dominicana, mesmo como uma equipe jovem e em processo de reformulação. Diante das americanas, atuais campeãs olímpicas, as dificuldades foram maiores e o desfecho foi diferente.

Jordan Thompson, autora de 19 acertos, comandou a seleção da casa com uma excelente atuação. Alexandra Frantti, com 13, e Sara White, com 12, foram outras jogadoras americanas que brilharam para derrotar o Brasil, que teve Carol como maior pontuadora, somando sete acertos, dos quais cinco foram em bloqueios e três em ataques. Ana Cristina, Julia Bergman e Pri Daroit fizeram sete pontos cada.

Os Estados Unidos dominaram a partida desde o início e controlaram o primeiro set com boas vantagens. Quando se aproximavam do set point, vencendo por 20 a 14, viram as brasileiras reagiram até conseguirem diminuir para 22 a 21, mas parcial foi fechada com vitória por 25 a 21 para as americanas.

O segundo set foi dominado novamente pelas donas da casa e fechado com uma diferença ainda maior: 25 a 20. O terceiro set deu esperanças ao Brasil, que começou vencendo e ficou em vantagem no placar pela primeira vez em toda a partida, abrindo 3 a 0 no início. A virada não demorou. Após colocarem 6 a 5 no placar, as americanas atropelaram e venceram por 25 a 1.

Agora, as brasileiras ganham pouco mais de uma semana de folga. O próximo jogo pela Liga das Nações será apenas no dia 15 de junho, contra a Turquia.