Geral

Brasil será mais próspera democracia liberal do hemisfério, diz Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão disse hoje (12) que o governo federal está empenhado a manter o equilíbrio fiscal do país e a dar condições para que as empresas possam aumentar a produtividade. As declarações foram dadas a empresários em evento de entrega de comendas, distinções de honra, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“O governo do presidente Bolsonaro agindo com clareza, com determinação e com paciência procura trazer de volta o equilíbrio fiscal e, ao mesmo tempo, aumentar a nossa produtividade retirando o peso da ineficiência do estado das costas de quem investe, trabalha e produz nesse país”, destacou em discurso.

Segundo o vice-presidente, o governo quer que o país seja reconhecido como a maior e mais próspera democracia liberal do hemisfério sul. “Não vamos recuar dessa tarefa, vamos avançar o tempo todo para que, dentro da nossa visão de futuro, dentro do projeto que temos e vemos para o nosso país, o nosso Brasil seja reconhecido como a maior e mais próspera democracia liberal ao sul do Equador. Este é nosso destino manifesto”, ressaltou.

No evento, denominado Fiesp – Homenagem às Forças Armadas, Mourão recebeu a Comenda de Ordem do Mérito Industrial de São Paulo, em nível Grã-Cruz, a maior condecoração outorgada pela entidade. O vice-presidente fez um breve histórico da importância das Forças Armadas Brasileiras na história do país, e destacou seu papel no século 20. “Enfrentamos e vencemos por três vezes o pior inimigo que esse país já teve, que foi o movimento comunista internacional. Não nos omitimos nessa tarefa”, disse. O vice-presidente ainda ressaltou a participação do exército no combate aos incêndios na floresta Amazônica, e na limpeza das praias nordestinas atingidas por petróleo.