Geral

Brasil registra 269 mil novos casos de covid-19 e 799 mortes

País quebra recorde na contagem diária pelo terceiro dia consecutivo e supera marca de 25 milhões de infectados desde o início da pandemia. Média móvel de casos é superada pelo 11º dia seguido.O Brasil superou pelo terceiro dia consecutivo o recorde nacional na contagem diária de casos de covid-19 nesta sexta-feira (28/01), com 269.968 novas infecções, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

O recorde anterior, registrado nesta quinta-feira, era de 228.954 casos. Com os dados das últimas 24 horas, o total de casos registrados no país supera a marca de 25 milhões, totalizando 25.034.806 desde o início da pandemia.


Também foram registradas oficialmente 799 mortes atribuídas à doença, um aumento de quase 19% em relação ao dia anterior, quando foram contabilizados 672 óbitos, o que eleva o total de vítimas do coronavírus para 625.085.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

A média móvel de casos, que avalia os últimos sete dias, atingiu marca recorde pelo 11º dia consecutivo, com 183.289 infecções. A média móvel de óbitos aumentou para 474.

Já a taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes está em 297,8 no Brasil, a 14ª mais alta do mundo, atrás de alguns pequenos países europeus e do Peru.

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 880,9 mil óbitos, mas têm população bem maior. É ainda o terceiro país com mais casos confirmados, depois de EUA (73,7 milhões) e Índia (40,6 milhões).

Ao todo, mais de 368,6 milhões de pessoas contraíram oficialmente o coronavírus no mundo, e foram notificadas 5,64 milhões de mortes associadas à doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

rc (ots)