Tecnologia & Meio ambiente

Brasil recebe laboratório de criação de pele para pesquisas

SÃO PAULO, 10 SET (ANSA) – O Brasil recebeu nesta segunda-feira (9) o primeiro laboratório de bioengenharia de tecidos do país.   

A unidade, que foi inaugurada no Rio de Janeiro, usará amostras de pele humanas para testes e isso substituirá o uso de animais como cobaias.   

O laboratório, que é uma afilial da Epskin, fica no Centro de Pesquisa e Inovação, no câmpus do Fundão da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Além disso, essa é a terceira unidade que entra em operação no mundo. As outras estão localizadas em Lyon, na França, e Xangai, na China.   

A unidade usará fragmentos de pele que são descartados em cirurgias plásticas, mas para obter a sua matéria-prima, o laboratório precisará primeiro da autorização do paciente. Com isso, os cientistas poderão retirar os queratinócitos e multiplicar a principal célula da epiderme.   

Os tecidos irão levar cerca de 17 dias para ficarem prontos e serão usados para os cientistas avaliarem as consequências de um produto na pele, como uma possível irritação ou a permeabilidade.(ANSA)