Brasil

Brasil passa de 11 milhões de casos e 265 mil mortes por Covid


SÃO PAULO, 7 MAR (ANSA) – O Brasil bateu duas marcas negativas neste domingo (7): ultrapassou a marca de 11 milhões de casos e de 265 mil mortes por Covid-19. Segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), foram 80.508 novos contágios confirmados e 1.086 óbitos, elevando para 11.019.344 os diagnósticos positivos e para 265.411 as vítimas confirmadas.   

O número elevado para um domingo, que ao lado das segundas-feiras são os dias com menos notificações, foi justificado pelo Conass pelo fato de ter ocorrido uma revisão dos números no Paraná entre o período de 7 de maio de 2020 e 5 de março de 2021.   

“Isso é resultado de um alinhamento entre a SES-PR [Secretaria Estadual de Saúde], SMS Curitiba [Secretaria Municipal de Saúde] e o Ministério Público do PR. O processo continuará acontecendo até eliminar discrepâncias”, informa o órgão.   

A revisão dos dados acabou colocando o estado do sul do Brasil no terceiro lugar no ranking da quantidade de contágios quando considerado o número total (725.797), atrás apenas de São Paulo (2.113.738) e Minas Gerais (922.573).   

O Paraná também se tornou o quarto colocado na quantidade de vítimas com 12.591. À frente dos paranaenses, apenas São Paulo (61.463), Rio de Janeiro (33.717) e Minas Gerais (19.523).   


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



Com os números divulgados, as médias móveis de casos e mortes nos últimos sete dias continuam em alta, fechando em 66.869 no caso da primeira e 1.496 no caso da segunda. Há mais de 45 dias o país tem uma média de óbitos acima de mil.   

Neste sábado (6), o país fechou a semana com recorde na quantidade de mortes – mais de 10 mil – e de contaminações – 264 mil. A taxa de letalidade da doença permanece em 2,4% na média nacional, sendo o estado do Rio de Janeiro o mais letal, com 5,7%. (ANSA).   

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS