Brasil está cada vez mais pobre, aponta Pnad

Crédito:  AFP

(Arquivo) O ministro da Economia, Paulo Guedes (Crédito: AFP)


O Brasil de Bolsonaro e Guedes está cada vez mais pobre, conforme aponta a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). Em dezembro de 2019, a pobreza extrema era de 10,3% da população, número que subiu para 14% em setembro deste ano. Ou seja, 29,6 milhões de brasileiros são miseráveis e ganham abaixo de uma renda per capita ao dia  de US$ 1,90 (R$ 10,6). Isso dá R$ 154 por mês.

Com esse valor, uma família não consegue comprar nem uma cesta básica, sem falar no dinheiro para a conta de luz, água ou transporte. A taxa estava em torno de 10% a 11% desde 2017, o que corrobora a tese de que o governo tem sido incompetente na solução da crise social.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.