Esportes

Bottas vence o GP da Rússia e adia recorde de Hamilton

O piloto finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, venceu neste domingo o Grande Prêmio da Rússia de Fórmula 1, disputado no circuito de Sochi, décima etapa da temporada, chegando à frente do holandês Max Verstappen, da Red Bull, e do companheiro de equipe, o inglês Lewis Hamilton, que teve que se contentar com a terceira posição e terá que esperar a próxima corrida para superar o recorde de vitórias (91) do alemão Michael Schumacher.

“Assim que vi a frente limpa, senti que o ritmo era impressionante e que podia controlar tudo”, declarou o finlandês após a vitória.

“Certamente é ótimo conseguir uma vitória de novo, já faz um tempo (desde a anterior, a primeira da temporada na Áustria). Eu preciso manter este bom momento para diminuir os pontos em relação a Lewis. Ainda faltam algumas corridas para terminar e nunca é o suficiente. Vou continuar pressionando e não desistindo e veremos como acaba”, avisou.

Este domingo não foi o dia de Hamilton. Para começar, o pole position da prova recebeu duas sanções de cinco segundos, aplicadas pelos comissários no início da corrida, por ensaiar a largada em área não autorizada pouco antes da bandeirada inicial.

Muito irritado por ter cometido esse erro de iniciante, em seu 259º GP de F1, o atual campeão da categoria reagiu perguntando no rádio onde ficava esse ponto no regulamento.

Com a corrida arruinada, ele pediu ao seu engenheiro que não lhe desse mais informações sobre a corrida depois de repreendê-lo por ter feito sua parada para trocar os pneus muito cedo.

“Não foi um dia bom, é mesmo. ‘Spassiba’ (obrigado em russo) a todos os fãs”, declarou o hexacampeão mundial após o fim da prova.

– Nova chance em Nürburgring –

Para igualar o recorde de vitórias de Schumacher, Hamilton terá que esperar pelo GP do Eifel, marcado para 11 de outubro, no circuito de Nürburgring, na Alemanha.

Até lá, o hexacampeão mundial segue na liderança do campeonato com uma vantagem de 44 pontos sobre seu companheiro de equipe finlandês, que conquistou neste domingo sua segunda vitória da temporada e a nona na F1, e 77 sobre o terceiro colocado Verstappen.

Com esta segunda vitória de Bottas na Rússia, equipe Mercedes segue invicta no circuito de Sochi desde 2014 e lidera confortavelmente o Mundial de Construtores, com 366 pontos, muito à frente do segundo colocado, a Red Bull, que tem 192 pontos.

O quarto lugar no GP russo foi para o mexicano Sergio Pérez, da Racing Point, com o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, em quinto e o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, em sexto.

Fechando as dez primeiras posições, o francês Esteban Ocon (Renault), foi o sétimo, seguido pelo, russo Daniil Kvyat(AlphaTauri-Honda), o também francês Pierre Gasly (AlphaTauri-Honda) e o tailandês Alexander Albon (Red Bull-Honda).

bde/gh/psr/lca

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Santo Stefano: Esta vila italiana te paga R$ 52 mil para se mudar

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar