Esportes

Botafogo usa força máxima na estreia do Carioca já de olho na Série B


O Botafogo começa a viver a temporada 2021 nesta quarta-feira, quando estreia no Campeonato Carioca, diante do Boavista. O jogo começa às 18 horas, no Engenhão. Rebaixado recentemente para a Série B do Brasileiro, o clube pretende fazer do Estadual uma espécie de laboratório para brigar pelo acesso à elite nacional a partir de maio.

Uma das novidades do Botafogo para a temporada é o técnico Marcelo Chamusca, um especialista em subir de divisão. Em 2020 ele montou o Cuiabá, um dos clubes que ascenderam à elite em 2021. E o desafio, agora, é montar um time competitivo e barato. “Cheguei sabendo da situação financeira do clube, mas acreditando que poderemos atingir nosso objetivo com muito trabalho”, diz Chamusca.

Por enquanto, os reforços foram modestos como o atacante Ronald, do Botafogo-SP e que foi rebaixado à Série C, e o meia Pedro Castro, do Avaí. Na terça-feira, chegou ao clube o meia Matheus Frizzo, emprestado pelo Grêmio. E o técnico sonha com os atacantes Marcinho, do Goiás e que estava no Cuiabá, e com o experiente Wellington Paulista, artilheiro pelo Fortaleza. Por sua vez, o goleiro Douglas Borges, ex-Volta Redonda, já treina com o elenco.

A disposição de Chamusca é escalar o que tem de melhor em mãos, ao contrário dos outros grandes – Flamengo, Fluminense e Vasco – que deram folga aos seus principais jogadores. Sem Diego Cavalieri, ainda machucado, Diego Loureiro segue no gol. O zagueiro Kanu está escalado depois de não dar certo sua ida para o São Paulo. Ele atuará do lado de Marcelo Benevenuto.

Cobiçado por vários clubes, o atacante Matheus Babi está confirmado no comando de ataque, bem como o volante Caio Alexandre, que não teve definida sua transferência aos Estados Unidos. A novidade no ataque deve ser Ênio, artilheiro do sub-20, e que ainda busca seu primeiro gol com a camisa do time principal.


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



O Boavista foi bem em 2020 na Taça Guanabara, chegando à final diante do Flamengo e perdendo, por 2 a 1, de virada. Uma das novidades do time estará no banco de reservas: é o técnico Leandro Miranda, o Leandrão, ex-atacante do Vasco, Botafogo e Internacional, entre tantos outros clubes.

Aos 38 anos, Leandrão estreia dirigindo um time profissional depois de atuar ano passado como auxiliar de Paulo Bonamigo, atualmente no Remo. “Foram 45 dias de trabalho muito produtivo, sem nenhum problema de lesão. Mantivemos a mesma base do ano passado e estou muito esperançoso de fazermos uma boa campanha”, comentou o professor.

Ele já avisou que vai manter a fórmula de mesclar jovens da base com alguns jogadores experientes como os volantes Fernando Bob e Jucilei. “Estes jogadores mais canchados devem passar aos jovens aquela tranquilidade necessária para enfrentar qualquer adversário”, concluiu Leandrão.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS