O Botafogo-SP não fez um grande jogo, mas foi eficiente e, com um gol aos 49 minutos do segundo tempo de Gustavo Bochecha, venceu o Operário-PR, por 1 a 0, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR), neste sábado pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Seis minutos antes do gol, o time paulista teve Lucas Dias expulso e, portanto, jogou o final da partida em desvantagem numérica. Mesmo assim, volta para casa com mais três pontos. O resultado confirma a boa fase do time paulista que conquista sua quarta vitória consecutiva. Antes venceu Ponte Preta (2 a 0), Vila Nova (1 a 0) e Santos (2 a 1). Esta sequência deixou o time com 16 pontos, fora da zona de rebaixamento.

De outro lado, a derrota tira a chance do Operário assumir a liderança provisória e também quebra a sua sequência positiva, porque vinha de quatro vitórias seguidas (Chapecoense, Santos, Guarani e Amazonas). Com 21 pontos, está ao lado de América-MG e Avaí, mas perde no saldo de gols.

O Operário dominou as ações no primeiro tempo, porém não conseguiu transformar o amplo domínio em gols. O time paranaense chegou a criar boas chances utilizando Pará e Índio como elementos surpresas, mas abusou das jogadas pelo centro da área. Faltou ao Operário utilizar mais os laterais na etapa inicial para surpreender o Botafogo.

O Botafogo, que entrou com o propósito mais defensivo, tentou explorar o erro adversário e o contra-ataque, mas não encontrou espaços na transição.

A etapa final começou em um ritmo lento, mas o Botafogo foi mais eficiente do que no primeiro tempo. Aos 12 minutos, em contra-ataque, Alex Sandro acionou Emerson Negueba, que partiu em velocidade pela esquerda, driblou Joseph, mas bateu para fora. Ao contrário do primeiro tempo, o Operário encontrou mais dificuldade em criar as chances no ataque.

Aos 41 minutos, Lucas Dias cometeu falta em Filipe Augusto e foi expulso. Com um jogador a mais, o Operário tentou o gol da vitória e teve a melhor chance, aos 45, com Ronaldo, que mandou de cabeça no travessão do goleiro João Carlos. A resposta do Botafogo foi letal, marcando o gol da vitória. Em um contra-ataque, Gustavo Bochecha recebeu passe de Patrick Brey, cortou o marcador e chutou para marcar.

Na próxima rodada, a 13ª da Série B, o Operário entra em campo no domingo (30) contra o Paysandu, em Belém (PA), às 16h. O Botafogo-SP joga no sábado (29) contra o Sport, às 17h, em Ribeirão Preto (SP).

FICHA TÉCNICA

OPERÁRIO-PR 0 X 1 BOTAFOGO-SP

OPERÁRIO-PR – Rafael Santos; Santiago Ocampos (Erik Bessa), Joseph, Willian Machado e Pará; Índio (Ronaldo), Rodrigo Lindoso e Pedro Lucas (Marco Antônio); Maxwell (Felipe Augusto), Rodrigo Rodrigues e Daniel Lima (Ronald). Técnico: Rafael Guanaes

BOTAFOGO-SP – João Carlos; Matheus Costa (Thássio), Fábio Sanches e Lucas Dias; Matheus Barbosa (Fillipe Soutto), João Costa (Bernardo Schappo), Gustavo Bochecha e Jean Victor (Patrick Brey); Emerson Negueba, Douglas Baggio e Alex Sandro (Toró). Técnico: Paulo Gomes.

GOL – Gustavo Bocheca, aos 49 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS – Rodrigo Lindoso, Santiago Ocampos e Joseph (Operário-PR); Matheus Costa, Lucas Dias, Gustavo Bochecha e João Costa (Botafogo-SP).

CARTÃO VERMELHO – Lucas Dias (Botafogo-SP).

ÁRBITRO – Fábio Augusto Santos Junior (SE).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).