Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Além da vitória sobre o Flamengo, o Botafogo saiu com outra marca importante do clássico no Mané Garrincha: foi o primeiro jogo do Campeonato Brasileiro que a equipe comandada por Luís Castro não levou gols.

+ Cobra rara e surge ‘sorrindo’ ao ser fotografada
+ Homem mata o próprio filho após perder disputa pela guarda e comete suicídio
+ Romanos usavam urina para lavar a boca e escovar os dentes

Muito disso, claro, passou pela atuação destacada de Gatito Fernández. O goleiro teve manhã inspirada e contribuiu com sete defesas. Ao apito final, o paraguaio foi um dos mais procurados pelos companheiros nas comemorações pelo resultado.

A dupla de zagueiros também entrou em evidência. Cuesta e Kanu contribuíram, juntos, a 12 cortes, um chute bloqueado, três interceptações e três divididas. Além disso, nenhum deles sofreu um drible.

O Botafogo havia sido vazado contra o Corinthians, Ceará, Atlético-GO e Juventude. Eram, até então, seis gols sofridos em quatro jogos – média de 1,5 sofrido por partida disputada.


O primeiro duelo “em branco” veio logo em um clássico. Em Brasília, a defesa fez a diferença para o Botafogo sair com o resultado positivo. Além das defesas de Gatito, o posicionamento tático dos jogadores também foi importante para o Alvinegro travar muito do ímpeto rubro-negro.

A outra partida que o time de Luís Castro não havia sido vazado foi diante do Ceilândia-DF, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.