Cultura

‘Borgen’ mostra os bastidores do poder na Dinamarca

Contra tudo e contra todos, Birgitte Nyborg Christensen (Sidse Babett Knudsen), a líder dos moderados, se torna a primeira mulher a conquistar o posto de primeira-ministra da Dinamarca. Esse é o mote da série Borgen, exibida originalmente na Dinamarca entre 2010 e 2013 e que começa a fazer sucesso na Netflix – ela foi incluída em setembro no catálogo global da plataforma.

Criada pelo roteirista, dramaturgo e diretor dinamarquês Adam Price, responsável também pela série de fantasia Ragnarok, que estreou este ano na Netflix, Borgen tem três temporadas, com 10 episódios de 58 minutos cada uma. Quando a terceira temporada foi ao ar, Price disse que ela deveria ser a última. Com a série agora no catálogo da Netflix, as coisas mudam de figura. A quarta temporada de Borgen pode estrear em 2022. Borgen acompanha os bastidores do poder na Dinamarca, com escândalos, corrupção, espionagem e mistura entre público e privado – e os altos e baixos de Birgitte.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Modelo e atriz italiana paga promessa e posta foto ‘só de máscara’ após vitória da Lazio
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel