Geral

Bolsonaro volta a se opor a uso de máscara e a defender imunização facultativa


O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou nesta quarta-feira, 16, a se opor ao uso de máscaras para mitigar a proliferação do novo coronavírus e criticou até mesmo a sinalização com pedidos de cumprimento da medida em painéis de rodovias paulistas. É o caso da rodovia dos Bandeirantes, a qual ele utilizou no sábado durante passeio de moto com seguidores. “O que dá para entender, um cara, no carro com a família dele, usando máscara?”, perguntou. “A intenção do governo do Estado é multar. Quanto mais lei tem, pior é aquele País.”

Bolsonaro também voltou a defender a imunização facultativa contra covid-19 e a criticar o do Senado, que aprovou a projeto do “passaporte da covid”.

A proposta segue para a Câmara e, se aprovada, vai para o aval de Bolsonaro. Ele prometeu vetá-lo. No documento, devem ser registradas informações sobre a vacinação dos cidadãos.

Para o presidente, a matéria foi pouco debatida. “Toma vacina quem quer”, declarou.

Ele criticou práticas, que, em sua visão configuram mau uso de recursos por parte de governos estaduais no combate à pandemia. “Quando a gente manda dinheiro para o Estado fica a cargo do estado. Não tem mais nada a ver com o governo federal”.

O presidente também disse que estará em uma nova “motociada”, na cidade de Chapecó (SC), prevista para o último final de semana de junho.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago